» Transformando pessoas

Após assistir a brilhante apresentação da palestra “Minha equipe é um show”, proferida pelos meus amigos Átila e Rosi. Fiquei refletindo na importância, que os administradores têm em montar uma equipe competitiva para atuar em um mercado cada vez mais globalizado. A importância não está condicionada ao tamanho da empresa ou ramo de atividade, todas devem buscar a composição de uma equipe coesa e bem preparada.

O grande astro da NBA (Liga de Basquete Americana) Michael Jordan disse certa vez: “O talento vence jogos, mas só o trabalho em equipe ganha campeonatos”, por isso a importância da composição da equipe.

A habilidade de trabalhar em conjunto tornou-se uma competência essencial. Hoje a procura por profissionais assim está cada vez maior. Para uma empresa comprometida com resultados e otimização de recursos, o pior que pode acontecer é ter funcionários individualistas.

A característica principal de uma equipe, é que nela todos os integrantes possuam um objetivo em comum e dependam um dos outros para atingi-lo. É preciso que haja a idéia de um “espírito de equipe”, que cada integrante deve saber qual é a sua atuação, mas sempre considerando o todo e colaborando com idéias e sugestões para o alcance dos objetivos.

A comunicação entre os membros deve ser baseada na verdade e no respeito, as opiniões divergentes também devem ser estimuladas, permitindo que se estabeleça uma confiança entre todos os integrantes, fazendo com que as habilidades individuais alcancem melhores resultados. Afinal, pessoas que compartilham entre si uma direção em comum e um senso colaborativo alcançam o seu objetivo mais depressa e facilmente.

Uma boa equipe é formada por indivíduos com características e experiências diferentes, com predisposição para discutir diferentes assuntos, flexibilidade, capacidade de tratar as informações racionalmente – e não emocionalmente – aceitar críticas honestas e opiniões conflitantes. Equipes que encorajam esse tipo de prática sobressaem. Afinal, ninguém vence sozinho. E, sendo assim, não existe alguém mais ou menos importante dentro de uma verdadeira equipe.

Trabalhar em equipe é um exercício de permissão e paciência. Permissão para que as pessoas encontrem seus espaços para propor e testar novas idéias, e paciência para que elas se sintam confiantes de que a tentativa é possível e vale a pena, mesmo com o risco de erro.

Contudo, um bom resultado também está condicionado a alguns fatores, entre eles: ter objetivo claro a ser cumprido, estabelecer metas, possuir uma comunicação transparente, cooperação e execução. Se houver falha em algum desses fatores, e esta não for corrigida a tempo, ela poderá aparecer no resultado final podendo prejudicar o trabalho.

Manter uma equipe coesa não é tarefa das mais fáceis. A melhor motivação que um gestor pode dar a uma equipe é estar junto e ajudá-la no dia a dia. A equipe precisa confiar e acreditar nele, pois somente assim ele irá conseguir motivá-la de verdade. E uma equipe bem estruturada produz resultados de alta qualidade, levanta a produtividade e inspira comprometimento. Uma das melhores maneiras de incentivar o crescimento e o progresso é celebrando resultados. O prêmio em si não é tão importante quanto o reconhecimento manifestado por um gestor a um trabalho bem feito. Isso motiva e une toda a equipe.

Não é uma tarefa fácil formar um bom time, é preciso ter paciência, garimpar bem para que se torne gratificante. E nada parece impossível quando existe um “espírito de equipe”.

(Texto adaptado: Mercado empresarial)

Cordialmente,

Egnaldo Paulino – Consultor e Palestrante

Telefone:

Tel.: (11) 9 7190-0882 / (14) 9 8109-4765


E-mail:

Atila e Rosi © 2017 - Todos os direitos reservados